Você já acompanhou aqui no blog o artigo sobre os benefícios de uma solução de MDM para os dispositivos móveis da sua empresa. Garantir a melhor performance do dispositivo através do modo kiosk, assegurar a proteção dos dados da empresa e também a produtividade do usuário são ganhos adquiridos com a adoção dessa solução. Porém existe um momento, anterior a instalação do MDM que costuma ser uma grande dor para as empresas: a configuração dos dispositivos na plataforma em larga escala. Neste artigo vamos apresentar uma solução para essa questão.

Detalhando melhor este momento anterior ao “enroll” na ferramenta de MDM, vamos imaginar o cenário onde você literalmente retira o aparelho da sua caixa pela primeira vez. Além de conecta-lo a rede, você deverá seguir todos os primeiros passos obrigatórios pelo fabricante, adicionar manualmente as informações e configurações solicitadas em cada etapa do processo de primeiro “boot”. Calculamos que, em média, este processo leve 7 minutos por aparelho. Só então, na tela inicial, você poderá dar início a etapa de inscrição do dispositivo na ferramenta de MDM, o que deverá consumir cerca de 5 minutos (sem contar o tempo de download dos aplicativos).

Agora, imagine fazer isso para 100, 1.000, 10.000 dispositivos? Quanto tempo do time de TI essa atividade vai tomar? Qual o risco de que aconteçam erros de configuração durante o processo? Quais as chances de etapas serem puladas?

Muito altas, não é mesmo?

E foi visando endereçar essas questões que a Google criou o Android Enterprise e o recurso Zero Touch.

Nas palavras da própria Google – “O registro com Zero Touch é um processo simplificado para dispositivos Android a serem provisionados para gerenciamento corporativo. Na primeira inicialização, os dispositivos verificam através da internet se receberam uma configuração corporativa. Nesse caso, o dispositivo inicia o método de provisionamento de dispositivo totalmente gerenciado e baixa o aplicativo controlador de políticas de dispositivo, que conclui a instalação do dispositivo gerenciado.”

Na prática, após o dispositivo ser conectado a internet pela primeira vez, ele receberá a configuração via Google Zero Touch e iniciará automaticamente o processo de inscrição do dispositivo na política de MDM definida pela empresa. Isso inclui além das restrições, os aplicativos necessários para a operação, que foram destinados aquele perfil.

A redução de custos aqui é muito evidente, em termos de tempo operacional, quanto em termos de erros e suporte.

Estima-se que o tempo de configuração do dispositivo até que seja considerado pronto para uso possa sofrer uma redução de 30% a 120%, dependendo do tamanho do perfil a ser baixado e velocidade de conexão.

Quais são os pré requisitos?

É necessário que o dispositivo rode no mínimo o Android 7.0 e que a solução de MDM utilizada seja compatível com o modo “fully managed-devices”. Consulte aqui uma lista de dispositivos compatíveis e aqui, a lista de soluções de MDM compatíveis.

Também será necessário um parceiro local no Brasil, que seja credenciado e habilitado pela Google para revenda e implementação do Zero Touch. Quanto a isso, fique despreocupado, a Quebeck conta com a parceria da MGITECH – Tecnologia móvel, que é o parceiro exclusivo da Google no Brasil e poderá auxilia-lo desde o início em seu projeto e suas implantações.

Envie-nos seu contato para que possamos ajuda-lo e continua acompanhando nosso blog.

Até o próximo artigo!

About Denise Menck

Denise Menck é bacharel em Sistemas e possui especialização em Marketing pela FGV, atualmente é responsável pelo Marketing e e-commerce da Quebeck‏.