Não é novidade que a pandemia mudou o comportamento dos consumidores. Comprar online, não só se tornou fundamental desde a época de isolamento, como direcionou as empresas a colocarem esforços e investimentos no digital e em seus processos de vendas e entregas para se tornarem competitivas neste cenário. Desde alimentação e bens de consumo até itens de construção, tudo pode ser comprado pela internet com entrega ultra rápida. Isso facilita muito a vida do consumidor e aumenta bastante o desafio para os negócios. E o evento da Black Friday e Black November é literalmente o maior e mais recompensador de todos, no calendário anual.

 

Mas será que sua empresa está realmente preparada para ser eficiente e de fato potencializar seus ganhos e a experiência dos clientes na Black Friday? Neste artigo, vamos falar sobre a importância de estar preparado para este evento.

 

Vendas turbinadas

 

Mesmo com toda a incerteza de 2020, o crescimento do consumo no evento da Black Friday foi bastante expressivo. O relatório completo da Neotrust/Compre e confie aponta um crescimento de 27,7% no faturamento dos e-commerces em relação ao ano anterior com o valor total de R$ 7.72 bilhões e 21,9% de aumento em relação à quantidade de pedidos entre os dias 26 e 30 de Novembro, que correspondem à véspera (quinta-feira) até o último dia (segunda-feira).

 

Outro dado bastante importante está no relatório da Black Friday 2020, da Nuvemshop. Os dados reportam crescimento de 151% no faturamento de lojas virtuais de pequenas e médias empresas, em relação a 2019.

 

E por que este dado de pequenas e médias empresas é tão importante?

Simplesmente porque ele comprova que o mercado tem espaço para todos!

 

Não são somente os grandes varejistas com alto poder de capital que conseguem se beneficiar da sazonalidade da Black Friday e Black November. Os marketplaces são uma poderosa ferramenta acessível para o orçamento de praticamente qualquer empresa. Some a isso bons produtos com um ótimo desconto, um excelente prazo de entrega e a estratégia de marketing digital certa e temos uma fórmula para o sucesso nas vendas. Mas será que se preparar para a Black Friday é só isso?

 

Sem entregas, não há vendas

 

Prazo e qualidade de entrega. Aqui é onde a competição realmente fica acirrada. Muitas estratégias surgiram para dar agilidade às entregas. É o caso do envio de produtos comprados online a partir de uma loja física, retirada em loja em até duas horas após confirmação do pedido, “frete full” 7 dias por semana. Essas são ideias tão simples, quanto excelentes e que geram uma enorme complexidade (que se bem executada é imperceptível para o cliente) para os negócios.

 

E qual  é o maior desafio?

 

Eficiência dos processos. Recebimento do pedido, transação financeira do pagamento, emissão de Nota Fiscal, separação do produto no estoque via WMS, leitura dos códigos de barras rápida com assertividade, etiquetagem, embalagem, envio do produto ou coleta por transportadora e/ou portadores, confirmação de entrega. São muitas partes que devem se movimentar em total sincronismo para o cumprimento dos prazos prometidos. Ao mesmo tempo, o cuidado a ser tomado com o produto para uma entrega impecável é fundamental para que todo o trabalho não seja invalidado em uma pesquisa de satisfação por conta de uma embalagem que chegou amassada nas mãos do cliente.

 

E os desafios não param por aqui!

 

Como lidar com o aumento expressivo do volume de entregas que a Black Friday gera para sua empresa?

 

Se olharmos os números de 2020, onde houve um crescimento nas vendas de praticamente 30%, temos que ser realistas e pensar que provavelmente a operação não comporta este crescimento. Não sem uma preparação tecnológica para isso!

 

Como fazer suas entregas sem ter mais equipamentos no armazém para suprir o aumento da demanda?

 

Vale a pena comprar mais equipamentos para utilizá-los num período tão curto de tempo?

 

A resposta é: provavelmente, não!

 

Locação de equipamentos na Black Friday

Adicionar ativos, sem necessidade de longo prazo, pode encarecer a operação e diminuir o resultado da empresa. É por isso que a locação de equipamentos na Black Friday pode ser a melhor alternativa para um curto período, como é o caso da Black Friday. Basta dimensionar o aumento planejado no parque de equipamentos, em relação ao crescimento esperado do volume de pedidos. Dessa forma, pode-se fechar um contrato com duração limitada ao período do evento, a um valor significativamente menor que o da compra de equipamentos. Este valor torna-se na verdade um investimento cabível no orçamento da empresa, que pode ter seu retorno medido, em virtude das vendas no período. Outra vantagem muito forte do contrato de locação é o pagamento como serviço mensal. Muitas empresas não conseguem alocar verbas de CAPEX (para compra de equipamentos), porém tem maior flexibilidade para OPEX, que é o caso da locação.

 

Agora que detalhamos nossa visão sobre a preparação da sua empresa para a Black Friday e o Black November, responda com sinceridade…

 

Sua operação está mesmo preparada para entregar a melhor experiência aos seus clientes e trazer o resultado que você espera?

 

A Quebeck conta com condições especiais para locação de coletores Honeywell – CK3 para a Black Friday, além de um time de especialistas para apoiá-lo durante o projeto. Conheça o case da DAFITI com o coletor CK3 e entre agora mesmo em contato para obter mais informações e uma consultoria completa focando no aumento das  vendas com a locação de equipamentos na Black Friday!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *